Resenha: After – Depois do Desencontro – Anna Todd – Editora Paralela

After3 capa

Hey, pessoas! =D

E mais uma vez estou aqui para falar de quê? Sim, After.
Deve ter alguém falando “CHEGA! NÃO AGUENTO MAIS!” Eu te entendo bem, colega. Mas eu disse pra vocês (e pra mim mesma) que vou ler essa saga até o fim.
Neste livro, subtitulado Depois do Desencontro Hardin e Tessa continuam no chove e não molha de sempre. É quase como ouvir a música ‘Na, Na, Na’ da One Direction, mas apagar toda versão praia que se curte da música e transformá-la em um ‘Won’t Back Down’ da Fuel… Mais ou menos por aí.

Devo confessar que teve trechos (muitos deles) em que eu me perguntei “Por que, patavinas, decidi resenhar essa saga???” Mas no final, também devo confessar, acabei me simpatizando com Tessa. Casseta, demorou 3 livros para que isso acontecesse! E eu sempre gosto da personagem principal em poucos parágrafos, mas Tessa realmente demorou a entrar no meu coração. Quer dizer, não posso dizer ainda que ela entrou, mas estou um pouco mais simpática com ela.
Hardin me irrita profundamente e não consigo de maneira alguma encontrar Harry Styles nele. Não adianta gente, não dá. Zed como Zayn até vai, mas Hardin como Harry, não me desce!
Confesso que até agora meu personagem favorito é o Landon e estou de coração partido por ele ir para Nova York e (não sei, mas espero que não) vai aparecer bem menos na história. Gosto do Trevor e da Kim também.

Prosseguindo… E precisarei deixar spoilers. Desculpem, mas não tem como não deixar.

Tessa está quase realizando o sonho de morar em Seattle. Mas, como sempre, Hardin fica na mesma atitude de “Você faz o que eu mando e não vai sair daqui, a não ser que eu queira” BLÉ!

large
Sério, não sei se teria paciência pra aguentar um ser desses, não. Exatamente por esses trechos:

“Ele sabe que Seattle é importante para mim, e eu estou sempre cedendo por ele — e é isso que me magoa mais.”

É quase um jogo de que quem magoar mais ganha o troféu. É doentio!

“- Eu não tenho motivo nenhum para ir para Seattle.
– Tem eu… você iria por mim.
– Isso não basta.”

Mas para ir morar em Londres basta ela ir APENAS por ele. AFF!

Eu sei que o tatuado é problemático e que muitas garotas que leem a saga devem querer pegá-lo no colo e ninar, dizendo coisas fofas e tals. Mas, mew! Isso é irritante! Muito irritante! Para esse garoto tudo é motivo de tiro, porrada e bomba. E só sabe suavizar quando “consegue” ver o que está prestes a perder… Ou nem isso.

“Eu sou um filho da puta patético”

É MESMO!

Quando ele disse:

“Só estou tentando marcar minha posição.”

tedio

Não sabia se ria de raiva ou de ver o quão idiota ele consegue ser ainda mais. Imaginei Tessa como um poste e Hardin como um cachorro que faz xixi e depois raspa as patas com aquele ar de “Quem manda aqui sou eu!” Fala sério!

 

Fora que depois de uma briga, sai pra beber e volta para brigar mais um pouco e solta:

“Eu caso com você”

A menina já é carente e também problemática, além de sonhar com uma família e o garoto me solta uma dessas! Realmente um chantagista nato! Tudo para que ela se renda as suas vontades.

 

Quando, dentro de mais uma briga, ele diz:

“Você só está inventando desculpas para o seu comportamento psicótico”

giphy (1)

Eu quis rir de novo… O sujo falando do mal lavado! Praticamente uma piada vindo de quem veio. Patético!

 

Quero abrir uma pausa na crítica sobre o Hardin para esse diálogo:

“- Certo, o que estou vendo agora é uma coisa — dou uma olhada para Hardin — preta.
– A alma do Hardin!, Landon grita, e eu dou risada.
– Acertou!”

LANDON MELHOR PESSOA DESSE LIVRO!

Voltando.

 

Depois que ele faz a palhaçada de acabar com o negócio de Tessa sobre o apartamento na cidade que tanto sonha se mudar e ela descobre.

“É sempre a mesma merda: você faz alguma coisa, esconde alguma coisa, diz alguma coisa, eu caio no choro, você pede desculpas e pronto! Está tudo perdoado.”

 

Uma hora a luz chega na mente da criatura! Mas ainda tinha muito para acontecer.

“Para não perder o costume, dou um murro na parede do lado da escada.
– Merda
Para o meu azar, descubro que não é feita de gesso, e sim de madeira maciça, e a dor é mil vezes pior.”

tumblr_nhcd6gvnKt1tl3faso1_400

Sabem o que eu achei disso? ACHEI FOI POUCOOOO! Tinha que ter doído mais! Sou ruim mesmo! RUM!

 

Outra coisa que pensei “Nossa, pra quê se importar com isso, Pai amado!” foi quanto Tessa estava procurando outro apartamento e pensou:

“Prefiro que as pessoas tenham que passar por um hall de entrada para chegar ao meu apartamento”.

Mas enfim, gosto é igual a… Esqueçam!
Seguindo.

 

Quando a garota diz a Hardin que não quer mais que ele vá com ela eu quase aplaudo. Ela acordouuuu!
A crueldade e o prazer que ele tem em ferir as pessoas dá enjoo muitas vezes. Ele diz que a ama e depois diz naqueles palavreados escrotos:

“… Não vai encontrar ninguém que fode você tão bem quanto eu.”
“Ela estava às gargalhadas quando na verdade deveria estar sentada na minha frente, implorando pela minha atenção.”

harry-styles-big-eyes-shocked-wtf

Imbecilidade a gente vê por aqui! Esse garoto é um imbecil!

 

Quando Riley entra na historia eu quase sinto alívio, pois ela disse muitas das coisas que tenho vontade de dizer a esse idiota.

 

” – Bom, a Tessa é minha, e não me interessa o que ela acha disso.
– Falou o perfeito babaca”

“Escuta só, cara. Eu não preciso saber os detalhes, mas estou há quase uma hora aqui com você.  Sei que você é um grosso, e ela é carente…”

 

O que, pelo menos me deixou um pouco mais atenta a continuar foi que ele teve uma clareza de perceber que poderia estar com ela enquanto esta conquista o seu espaço e isso não significa que vai perdê-la. A conversa com seu pai também foi um passo a frente do que eu esperava. Mas, sinceramente, quero que continuem afastados por um tempinho.
E o que dizer sobre a Steph? Pensei sinceramente que considerava Tessa. Mas é vendo coisas desse tipo que percebemos o quão essa garota estava cercada de gente falsa. E, pra ser honesta, não confio muito no Zed.

Entre outras partes que grifei, estão:

“Com ele, a verdade e a mentira variam de acordo com seu humor.”

“Existe uma grande diferença entre amar uma pessoa e não conseguir viver sem ela, sabia?”

“Se tem uma coisa que aprendi na vida é que as pessoas que fingem que não se importam são as que se importam mais.”

 

Confesso que os últimos capítulos desse me deixaram mais interessada que os outros 2 livros.

É isso! Vamos ao quarto livro da saga.

Beijos!
:*

Anúncios
Categorias: Livros | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Clube do E-book

Obrigado pela Preferência. Nada de conversinhas ou besteiras, somente e-books.

Ler ebooks

A leitura em ecrã

Cadernos de Dança

Estudos e dicas sobre dança do ventre

Blog Mulherão

O manual de sobrevivência para mulheres acima do peso

Pigmento F

Beleza, Moda, Decor e muito mais!

Garota Blue Jeans

Beleza & Cia

Sapatilha de cristal

O mundo feminino em um clique.

Dave's blog

unique content from around the web

Vidicula

Coletânea das maiores bobagens da internet

Não se Atreva

Não se Atreva. Blog criado em 2011 com intuito de bater um papo com o leitor sobre diversos assuntos, tais como moda, beleza, viagem e lifestyle.

Palavras de Marceli

Palavras de Marceli

Favoritos

Os sites e links mais legais da web.

Blog do Paulinho

- Jornalismo com Credibilidade -

Céu de Jornal

Publicar um texto é um jeito educado de dizer "me empresta seu peito porque a dor não tá cabendo só no meu''.

AllucinaçãO

allucinacao@WordPress.com

The BR Espectador

O Espectador Brasileiro.

%d blogueiros gostam disto: