Resenha: After – Depois da Esperança – Anna Todd – Editora Paralela

After4 capa

Hey, persons!

Demorei para aparecer, né? Desculpem. Me enrolei com alguns assuntos e acabei brecando minhas leituras. Porém, pretendo não ficar longe por tanto tempo mais.

Venho aqui para deixar mais uma resenha sobre After, que dessa vez chama-se Depois da Esperança. Mas acho sinceramente que deveria chamar Depois das revelações.
Hardin e Tessa ainda continuam a me irritar, e confesso que o giro que a história dá também me irrita.
Como venho dizendo desde a primeira resenha, eles não tem um momento de relax. As pausas para que o leitor se aconchegue no sofá, cadeira, cama, enfim, aonde goste de ler, não existem. Simplesmente. E isso me irrita profundamente.
Tessa segue sua decisão e vai morar em Seatlle. Também tenta seguir a decisão de dar um tempo com Hardin, mas as palavas ‘tempo’ e ‘Hardin’ realmente não funcionam.

Devo fazer uma observação aqui:
Nas primeiras folhas do livro, quando diz que um garoto de cabelo azul se sentou ao seu lado e se apresentou como Michael, foi impossível não me lembrar do Michael do 5 SOS e cantar mentalmente “Heeee he-hey!”.

Michael-Clifford-blue-hair
Mas essa foi só uma observação.
Ok, vou continuar com o assunto central que é o livro.

A garota se sente um tanto deslocada na cidade que desejava morar. De certa forma a compreendo. Não é tão fácil assim a mudança que fez, ainda com o histórico que tem carimbado em sua mente: Brigas com a mãe, com os falsos amigos, Hardin, a volta do pai ausente, morar na casa do chefe (Isso sim é uma coisas que só se vê em livro e fanfic!). Não contente com toda essa carga ainda tem o Zed que, ok, a salvou de ser estrupada e filmada. Mas que cobra muito mais do que um ‘obrigada por me salvar’ mesmo que indiretamente. Consigo ver a cara fingida de cão caindo do caminhão de mudança que ele faz. Blé!

tédio
E ela ainda me vem com essa frase depois de falar com Zed pelo telefone o agradecendo pelo que fez:

“… e acho que nós dois nunca vamos conseguir ter uma relação estritamente platônica…”

Garota, calma aí! Ou você gosta de um ou do outro! Quando acho que me simpatizo por ela, vem isso!
Sinceramente nunca vou entender a relação entre Tessa e Zed. E pra ser bem honesta, não tô nem um pouco a fim!

 

Para completar Hardin tem um sonho no qual sua garota e Zed estão transando. O cara já é neurótico por si só e ainda sonha com isso… Demais, não é?! E o que ele faz? Sim, fica paranoico, como sempre, e desconta na garota sem ela saber o que realmente está acontecendo, porque (claro!) ele não conta. É mais fácil dar piti!

“Enquanto dirigia, comecei a me perguntar: em algum momento da minha vida eu não fui um cretino egoísta?”

 

Acho que nunca, seria a resposta.
A menina carente se sente ainda mais incomodada com a indiferença que o namorado-ficante-peguete, ou sei lá o que, a trata. Mas devo admitir que o modo como ela o faz esquecer do pesadelo foi bem… Quente! Uma das cenas de sexo deles que mais gostei até agora.

Depois disso parece que o clima fica um pouco menos tenso… Mas você está lendo After, o livro sem pausa pra descanso.
Quando Hardin e Steph se encontram no mercado, o garoto psicótico começa a dar atenção a conversa da garota que armou o quase estupro de sua namorada-ficante-peguete. Sei que está ficando chato eu dizer a palavra IRRITANTE, mas, sorry gente, não há outra definição para isso a não ser dizer alguns palavrões (mas eu não curto muito, sabe?!). Ele já sabe que a garota não presta e ainda dá ouvidos pra isso?! Triste!

“Ela conseguiu exatamente o que queria de mim…”

“Ela sabia que estava arrancando o pino de uma granada e se afastando. Mas eu não sou uma granada… deveria saber me controlar.”

 

Não é uma, mas age como se fosse uma!

Mas o bom de Anna Todd ter dado voz a Hardin foi entender finalmente qual era a dele:

“Eu tinha um objetivo: deixar todas as pessoas do meu convívio tão tristes quanto eu me sentia”

Parabéns! Conseguiu com êxito!

 

Trevor é o cara que eu pensei várias e várias vezes para ficar com Tessa. Mas, sinceramente, acho que ele merece alguém melhor para si. Essa garota já é complicada por si só e tem mais o Hardin na mala sem rodinha dela.

“- Eu sou uma distração?
– Sim, você tem sido uma distração desde que chegou à Vance – ele diz depressa – Não estou dizendo isso de um modo ruim; é só que tenho esperado em segundo plano e queria deixar minhas intenções claras antes de explorar a possibilidade de ter um relacionamento com outra pessoa.”

 

Me digam vocês (bravas lutadoras o/ ) que chegaram até esse quarto livro, não acham que Trevor merece uma pessoa muito menos complicada que Theresa?
Ele é um fofo e acho que merece alguém melhor, na minha opinião. Ponto!

Continuando.

Quando Tessa ligou para agradecer o salvamento, Zed disse que ia visitá-la. Entre as interferências de Hardin para que isso não acontecesse e tal, aconteceu. E foi aí que eu vi que tinha razão desde o começo: Zed é sim um FDP tanto quanto Hardin.

“- Só quero que você saiba com quem está lidando. Ele não é a mesma pessoa quando você não está por perto.
– Isso não é ruim. Você não o conhece.
– Você também não conhece o Hardin de verdade. Você passa o tempo todo brigando com ele.
– Qual é o seu objetivo, Zed?
– Nenhum. Só pensei que depois de todo esse tempo e de todas as merdas pelas quais ele fez você passar, você ia enxergar a verdade.
– Você contou a ele que viria aqui?
– Não
– Você não está jogando limpo.
– Nem ele.”

1429027943-h1

 

Preciso dizer mais alguma coisa depois disso? Acho que não. Claro que tem mais pedaços grande da conversa entre eles que não citei, mas o spoiler dessa parte já foi bem grandinha.

Uma coisa que quero falar também e sobre as piadas dele no período menstrual. Sério, desnecessário e brochante! Não sei se esse é um costume americano, mas brocharia legal com isso.

 

Fiquei muito feliz mesmo por Landon não ter ido embora ainda nesse livro, apesar de suas poucas aparições. Acho que ele é o melhor de todos ali, o mais centrado.

“Vocês dois, escutem uma coisa. Vocês não podem fazer isso de novo. Hardin, você não pode deixar as pessoas te atingirem desse jeito; a opinião da Tessa é a única que importa. Deixa a opinião dela ser a única voz na sua mente. E Tess… Você não precisa se sentir culpada e tentar convencer o Hardin de que quer ficar com ele; o fato de você continuar com ele depois de tudo deveria ser prova suficiente. A Tessa precisa de você nesse momento. Os pais dela estão gritando um com o outro na sala, então fica do lado dela em vez de fazer tudo girar em torno de você.”

Melhor personagem de todos! o//

tumblr_mxlhq9SssO1siw9i4o1_r1_400

 

Entre tantas coisas que acontecem, como o convite para o casamento da mãe dele em Londres eo pai e a mãe de Tessa ainda dando trabalho, ela vai no ginecologista. Enfim, né? Depois de vermos Hardin reclamando em quase 2 livros que quer se livrar da camisinha… Não que ele mereça isso, mas, fazer o quê?! Mas nessa visita, ela descobre que pode ter um problema no colo do útero que pode gerar infertilidade. Para quem deseja um dia ser mãe é algo que realmente abala. Ela se questiona por não saber o por quê é uma possibilidade tão dolorosa, já que Hardin decidiu pelos dois que não quer ter filhos, não teriam. Mas uma coisa é você estar em situação de negação por dizer que não quer ter filhos, outra bem diferente é você saber que há a possibilidade de não poder tê-los. Nessa parte eu entendo bem o que Tessa sente porque já passei por isso… De certa forma ainda estou passando.
Mas o que interessa são os personagens aqui e não eu, não é?!

 

Bom, Hardin decide ir para o casamento da mãe com sua garota e ela vai até a loja de noivas com a sogra. E quem ela encontra? Isso, mais um fantasma do passado de Hardin: Natalie; a garota que ele destruiu a vida por causa de um vídeo. Sabendo da atual vida da garota, Tessa troca uma tímida conversa e percebe algumas coisa…

“A tristeza supera meu medo quando ela coloca a minha mão em sua barriga, protuberante de um jeito que a minha provavelmente nunca ficará, e vejo a aliança dourada em seu dedo, algo que provavelmente nunca terei.”

Fiquei realmente como pena de Tessa nessa parte. Me senti bem solidária com ela como não fui em nenhum dos outros livros.
Daí para o final do livro eu vejo que quando Hardin define que “Tudo e todos na minha vida são fodidos” realmente tem razão. Fiquei realmente enojada pelo que sua mãe fez uma noite antes do casamento e ainda com quem ela fez. Fiquei ainda mais indignada quando foi revelado que Vance é na verdade pai de Hardin. O coitado realmente só se ferrou desde que fora concebido, pelo visto. Fiquei com pena dele. Mas para saber mais sobre essa parte da história só lendo o outro livro.

 

Algumas outras frases que destaquei:

“Onde ele estiver é minha casa”

“É exatamente por isso que não tento ajudar as pessoas. Não tenho experiência nisso. Sou muito bom em ferrar com tudo, mas não sei salvar.”

“Todo mundo merece uma segunda chance, até mesmo os piores pecadores, você não acha?”

“As mulheres fazem muitas coisas para impressionar os homens, que mal notam a diferença.”

 

Aguardem para ver a resenha do quinto livro. Sei que não devem aguentar mais, mas parece que é o último livro da saga \o/.

Bjão!

Anúncios
Categorias: Livros | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Clube do E-book

Obrigado pela Preferência. Nada de conversinhas ou besteiras, somente e-books.

Ler ebooks

A leitura em ecrã

Cadernos de Dança

Estudos e dicas sobre dança do ventre

Blog Mulherão

O manual de sobrevivência para mulheres acima do peso

Pigmento F

Beleza, Moda, Decor e muito mais!

Garota Blue Jeans

Beleza & Cia

Sapatilha de cristal

O mundo feminino em um clique.

Dave's blog

unique content from around the web

Vidicula

Coletânea das maiores bobagens da internet

Não se Atreva

Não se Atreva. Blog criado em 2011 com intuito de bater um papo com o leitor sobre diversos assuntos, tais como moda, beleza, viagem e lifestyle.

Palavras de Marceli

Palavras de Marceli

Favoritos

Os sites e links mais legais da web.

Blog do Paulinho

- Jornalismo com Credibilidade -

Céu de Jornal

Publicar um texto é um jeito educado de dizer "me empresta seu peito porque a dor não tá cabendo só no meu''.

AllucinaçãO

allucinacao@WordPress.com

The BR Espectador

O Espectador Brasileiro.

%d blogueiros gostam disto: