Resenha: A Coroa – Kiera Cass – Editora Seguinte

a coroa - seleção 5

Olá, pessoas!

Estou aqui para falar sobre o último livro da série A Seleção: A Coroa. Como já sabem, escrito por Kiera Cass e publicado no Brasil pela Editora Seguinte.
Sim, eu finalizei a série. E minhas reações foram as seguintes:

Sim. Exatamente assim.

Minha semana foi corrida, por isso não tive tempo de abrir uma página sequer. Mas no sábado peguei-o novamente para reiniciar a leitura, pausada na metade do livro. Resultado: Iniciei a leitura às 21h30 e terminei às 4h da manhã.

Se passou pela sua cabeça que sou lerda para ler, a resposta é um grandíssimo SIM… Porque eu sempre acabo voltando algumas partes para fixá-las bem, anotar e etc. Manias, né? Fazer o quê?! ¯\_(ツ)_/¯

Quero abrir um parêntese antes de continuar e dizer a Kiera que ela me deve uma caixa de lenços de papel. Obrigada!

Eu não sei se vou conseguir falar sobre esse livro sem dar spoiler… Acredito fielmente que não. Por isso peço com muito carinho que, caso não goste de spoiles, pule esse post. Não vou aguentar. Preciso descrever o que estou sentindo verdadeiramente.

Eadlyn estava praticamente no meio de sua Seleção quando seu irmão gêmeo, Ahren, fugiu para se casar com a princesa da França e sua mãe, não suportando mais este peso, enfartou. Confesso que nessa hora me bateu desespero ao ler a reação de Maxon e o estado da nossa rainha. O medo que ela não resistisse estava estampado na primeira página de A Coroa. E a partir desse momento vemos a princesa se transformar, amadurecendo sua postura e sua consciência. Na verdade Eadlyn sempre foi assim; apenas escondia isso de si mesma e dos outros.

Ao reduzir seus pretendentes a Elite, devido ao acontecimento com a mãe, a sobrecarga que teria por ter que governar no lugar do pai por tempo indeterminado, já que este não conseguia sair do lado de sua amada, a então princesa se mostrou mais aberta em todos os sentidos, mesmo temendo abrir seu coração. Ainda tinha o medo de que o país não a aceitasse como princesa regente, já que antes de fugir para França, seu irmão escreveu uma carta falando sobre o alto índice de rejeição dela para com o povo.
Entre os membros da Elite estavam Gunner, Kile, Ean, Hale, Fox e Henri. Gunner acaba saindo rapidamente por decisão própria depois de perceber que ele e a princesa não têm nenhuma química.
No meio de tantas questões e tentando dar conta do que aparecesse, eis que surge um “amigo” antigo de sua família: Marid Illéa. Na verdade esse ser só apareceu pra colocar fogo no parquinho, já que não perdia a oportunidade de deixar subentendido para a imprensa que Eadlyn e ele tinham um romance… Isso com ela no meio desse turbilhão todo de coisas. Ô cara sem noção, né?!

Mas enfim, voltando pra Elite.

Kile e Eadlyn, em um de seus momentos, confessaram um ao outro que se gostavam, mas não estavam apaixonados. Muita gente deve ter se perguntado “W H A T ?”. Mas, sim, galere, é possível gostar e não estar apaixonado. Acredito que os dois tenham visto neste momento que tem um carinho grande um pelo outro, mas que não chega a ser um amor carnal. Isso me deixou balançada, confesso, porque Kile era minha primeira opção para Eadlyn. But…

Depois que America começou a se recuperar Eadlyn teve uma conversa franca com seu pai, que acabou confessando que não tinha momentos de marido e mulher com sua esposa e o quanto as obrigações com a Coroa os consumia. A princesa sugeriu a seu pai que a nomeasse rainha, para que assim eles possam curtir o seu casamento um pouco mais. Maxon aceitou, emocionado com a proposta da filha e anunciou assim que pode no Jornal de Illéa a coroação.

A partir daí Marid intensifica as aparições e as indiretas para os meios de comunicação, o que fez a ficha de Eadlyn cair e reconhecer que o cara só a estava ajudando porque queria A Coroa de qualquer jeito. Decepcionante!

Como eu já havia dito antes, Kile era minha primeira opção. Maaaas como eles tinham dito que se gostavam, porém não ao ponto de chamar de ‘amor’ e mais alguns detalhes que você lendo o livro vai perceber ou percebeu, deixei esse OTP de lado e comecei a torcer para Hale… E descubro que ele é gay.

Siiiiim!

Gay! Hale é gay! E mais: Que estava apaixonado por Ean e era correspondido! CHUPA ESSA MANGA!

Gente, sério! Se eu tivesse filmando minha reação quando li isso, vocês iam rir. Porque, olha… Foi chocante. Eu não esperava! Acho que ninguém esperava! Eu reli essa parte umas cinco vezes até cair na real. Foi realmente chocante! Eadlyn também ficou chocada em saber que dois dos seus pretendentes se apaixonaram. E o que eu tirei o chapéu para ela foi como os tratou e os dispensou do palácio com descrição e com a torcida de que eles fossem felizes, apesar do que enfrentariam para ficar juntos, já que isso não era bem visto em seu país.

Outra coisa que quero falar é sobre o sentimento que surgiu entre Eadlyn e Eikko/Erik, tradutor de Henri. Muitos não gostaram disso, mas, posso ser sincera? Eu amei! Amei porque foi pertinente. Pelas conversas que eles tiveram, pelo modo que ela o percebia mesmo que nenhuma outra pessoa ligasse pra ele. Ele não era para ser visto… E foi amado. O momento em que ela confessa seu amor e pergunta se é recíproco eu me derreti toda, gente!

Mas sabendo que era um amor impossível e sentindo que tinha que seguir em frente com a Seleção, a princesa trancou o que sentia no fundo do seu coração, vivendo apenas momentos roubados, porém lindos, com Erik.

Vendo o cerco que Marid tinha montado para obter a coroa se fechar, Eadlyn decide apressar a Seleção e deixar apenas Kile e Henri para que sua decisão fosse tomada. Ao conversar definitivamente com Kile, a garota percebe o quanto faria mal a ele o prendendo no palácio. Kile queria ser arquiteto e construir casas para os necessitados em qualquer lugar que precisassem. Sendo príncipe consorte não poderia se afastar de sua rainha… E Eadlyn não queria matar os sonhos de uma pessoa que tanto queria bem. Achei muito nobre a atitude dela.
Tendo apenas Henri como opção, começou a pensar que mesmo com seus problemas de comunicação seria bom estar com uma pessoa tão otimista e bondosa. O que ela não sabia era que Henri é observador. Quando ia anunciar seu casamento com o estrangeiro, este percebeu o amor que havia entre seu amigo tradutor e a rainha sem precisar de intérprete. Henri com certeza está na minha listinha de pessoa mais fofa que já conheci em livros.

Não vou dizer o que mais aconteceu para esse post não ficar ainda mais extenso. Mas vale a pena demais ler o livro! Ou melhor, OS LIVROS!

Mesmo falando tanto, não poderia deixar de destacar minha seleção de frases favoritas.

 

“Nada te deixa mais consciente da presença de uma pessoa do que a falta dela”

“- Isso é um dente-de-leão. – disse a ele
Ele disse.
– Eu sei. Alguns vêem uma erva-daninha, outros vêem uma flor. É uma questão de perspectiva”

“A imagem que você tem de todas as pessoas provavelmente não corresponde à realidade em algum aspecto”

“… Por que alguém deixaria de cuidar da própria vida para piorar a dos outros?”

“-… Mas também sei que uma vida curta e honesta é melhor do que uma vida longa e mentirosa.”

“Às vezes as coisas simplesmente acontecem.”

“Talvez os beijos especiais não sejam os primeiros. Talvez sejam os últimos.”

“- Confie no seu coração.
– Eu tenho pavor do meu coração.”

“O mundo parecia ter despertado quando olhei para ele.”

“Você é sempre apenas Eadlyn. E é sempre a rainha… É tudo para todos. E infinitamente mais para mim.”

 

É isso, pessoal. Espero que tenha gostado da minha mega resenha.

Beijos e até o próximo livro!

:*

Anúncios
Categorias: Livros | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Clube do E-book

Obrigado pela Preferência. Nada de conversinhas ou besteiras, somente e-books.

Ler ebooks

A leitura em ecrã

Cadernos de Dança

Estudos e dicas sobre dança do ventre

Blog Mulherão

O manual de sobrevivência para mulheres acima do peso

Pigmento F

Beleza, Moda, Decor e muito mais!

Garota Blue Jeans

Beleza & Cia

Sapatilha de cristal

O mundo feminino em um clique.

Dave's blog

unique content from around the web

Vidicula

Coletânea das maiores bobagens da internet

Não se Atreva

Não se Atreva. Blog criado em 2011 com intuito de bater um papo com o leitor sobre diversos assuntos, tais como moda, beleza, viagem e lifestyle.

Palavras de Marceli

Palavras de Marceli

Favoritos

Os sites e links mais legais da web.

Blog do Paulinho

- Jornalismo com Credibilidade -

Céu de Jornal

Publicar um texto é um jeito educado de dizer "me empresta seu peito porque a dor não tá cabendo só no meu''.

AllucinaçãO

allucinacao@WordPress.com

The BR Espectador

O Espectador Brasileiro.

%d blogueiros gostam disto: