Música

Faixa por Faixa: Flicker – Niall Horan

Hey, hey!

Como estão? Espero que estejam muito bem, obrigada!

Dia 20 de outubro foi lançado um dos CDs mais aguardados (por mim e) pela maior parte do fandom da One Direction. Não sei se ele é o irlandês mais amado do mundo, mas mais amado por mim com certeza é! (Não desista de mim, Jamie Dornan. Eu continuo te amando!) Estou falando do CD solo de NIALL HORAN!

Eu já ouvi o álbum todo… E venho o ouvindo direto desde o dia 20.
O talento de Niall pode ser uma surpresa para alguns, mas posso dizer com toda certeza que não é para mim. Sempre soube do talento e da capacidade dele desde que performava com os meninos. Todos escrevem desde o primeiro álbum da banda. E a escrita de cada um foi amadurecendo com o tempo. Cada faixa desse CD solo do Niall mostra isso muito bem. E este foi um álbum que eu gostei dele todo, de exatamente todas as músicas. Isso não acontecia comigo, acredito, desde This Time Around dos Hanson.

Quero expressar a minha total felicidade quando vi que Julian Bunetta estava envolvido em seu projeto. Sempre gostei do modo que ele produzia os meninos e saber que nosso irlandês o quis em sua equipe me deixou radiante!

Bom, vamos aos hinos!

 

1- On The Loose Eu fiquei louca quando a ouvi em um áudio de uma apresentação ao vivo. Desde que ele a tocou eu a ouvia praticamente todos os dias. Sou uma apaixonada confessa por ela! A batida, a voz, a letra e principalmente o riff dAe guitarra, que faz toda diferença, me encantaram! Estava ansiosa por ouvi-la na versão em estúdio… E não deixa nada a desejar para a versão ao vivo. Amo das duas formas!

She loves when everybody’s watching
Ela adora quando todo mundo está assistindo
She knows the way her body moves
Ela sabe como seu corpo se move
She loves the way they all crawl back when she says
Ela adora o modo como todos rastejam quando ela diz
She loves nobody else but you
Ela não ama ninguém além de você

 

2- This Town Ahhhh! Primeiro single que ele lançou! Confesso que chorei muito quando ouvi pela primeira vez… E continuei chorando vezes e vezes depois de a ouvir. Até hoje se eu parar e prestar atenção em sua voz eu choro. E por quê chorar? Orgulho. Puro e simples orgulho! Ele estava tão inseguro do que poderia fazer em carreira solo… E olhem como voou longe… Ouçam a singeleza de cada música, mas principalmente de This Town. Quando ele a lançou eu desejei no mais íntimo de mim “Que você conquiste o mundo, menino! Que voe alto!” E ele voou!

If the whole world was watching I’d still dance with you
Mesmo se o mundo inteiro estivesse assistindo, eu ainda dançaria com você
Drive highways and byways to be there with you
Dirigiria por rodovias e cruzaria atalhos para estar com você
Over and over the only truth
E, mais uma vez, a única verdade
Everything comes back to you
É que tudo me leva de volta a você

 

3- Seeing Blind – Esta música foi uma surpresa deliciosa. Não imaginava que Niall teria alguma participação especial em seu álbum, menos ainda uma levada Cowntry, mas a música ficou maravilhosa! Eu não conheço muito de Maren Morris, mas pela pouca pesquisa que fiz vi que ela é um nome forte no universo Cowntry e que já ganhou um Grammy Award como Melhor Performance Solo no gênero. Ou seja, a garota não é pouca coisa, não!
As duas vozes se encaixaram perfeitamente. Você quer se mover junto com a batida e sair cantando.

Oh, my, my, you just took me by surprise
Oh, meu, meu, você me pegou de surpresa
And I can’t believe my eyes
E não posso acreditar nos meus olhos
Oh, I must be seeing blind
Oh, eu devo estar cego
Oh, no I, you’re too good to be all mine
Você é muito boa para ser todo minha
Now I’m looking in your eyes
Agora estou olhando nos seus olhos
Oh, I must be seeing blind
Oh, eu devo estar cego

 

4- Slow Hands Segundo single e uma das músicas mais tocadas. Conquistou o topo da Billboard em poucos dias! Orgulho demais! “Sexy sem ser vulgar” define totalmente esta canção. O tipo de música que você canta e monta sua própria maneira de encenar com um microfone imaginário. Não tem como não se mexer a ouvindo.

Slow hands
Mãos suaves
Like sweat dripping down our dirty laundry
Como o suor escorrendo por baixo de nossas roupas sujas
No, no chance
Não, sem chance
That I’m leaving here without you on me
De eu ir embora daqui sem você comigo
I, I know
Eu, eu sei
Yeah, I already know that there ain’t no stopping
Sim, eu já sei que não dá para parar agora
Your plans and those
Seus planos e essas
Slow hands
Mãos suaves

 

5- Too Much To Ask Este é o hino da sofrência! Mas se sofre com tanto gosto que colocamos no repeat. Os arranjos são maravilhosos e cuidadosos. E faço aqui uma ressalva sobre os músicos que Niall escolheu para esta etapa de sua carreira. Muito talentosos! A letra é linda e tocante!

My shadow’s dancing
Minha sombra está dançando
Without you for the first time
Sem você pela primeira vez
My heart is hoping
Meu coração está esperando
You’ll walk right in tonight
Que você entre aqui esta noite
And tell me there are things that you regret
E me diga que se arrepende de algumas coisas
‘Cause if I’m being honest I ain’t over you yet
Porque, sendo sincero, eu ainda não superei você
It’s all I’m asking
É tudo o que eu estou pedindo
Is it too much to ask?
Isso é pedir demais?

 

6 – Paper Houses – Uma delícia de ouvir e relaxar. A voz do Niall faz isso com a gente. Nos relaxa, nos acalma, nos abraça… A letra é linda demais e bem profunda!

And our paper houses reach the stars
E nossas casas de papel atingem as estrelas
‘Til we break and scatter worlds apart
Até quebramos e espalharmos em milhas de distância
Yeah, I paid the price and own the scars
Sim, paguei o preço e possuo as cicatrizes
Why did we climb
Por que escalamos
And fall so far?
E caímos tão longe?

 

7- Since We’re Alone – Me apaixonei já na introdução. Me lembrou baladas antigas com um toque de Niall Horan que só o próprio pode dar. Muito boa para ouvir em qualquer lugar a qualquer hora, principalmente dirigindo.

Since we’re alone
Como estamos sozinhos
Yeah, you can show me your heart
Sim, você pode me mostrar seu coração
If you put it all in my hand
Se você colocar tudo na minha mão
No sweat
Sem suor
No, I won’t break it apart
Não, não vou separá-lo
Since we’re alone
Já que estamos sozinhos
Show me all that you are
Me mostre tudo o que você é
And if you get lost in the light
E se você se perder na luz
It’s okay, I can see in the dark
Tudo bem, eu consigo ver no escuro

 

8- Flicker – A faixa-título é o tipo de música que te faz fechar os olhos e olhar para o seu interior. Arranjos leves e sonhadores. Incrivelmente linda, profunda e emocionante!

Then I think of the start
Então eu penso no começo
And it echoes a spark
E ecoa em uma faísca
Por favor, não vá embora
And I remember the magic and electricity
E eu lembro da magia e da eletricidade
Then I look in my heart
Então eu olho no meu coração
There’s a light in the dark
Há uma luz na escuridão
Still a flicker of hope that you first gave to me
Ainda um piscar de esperança que você me deu pela primeira vez
And I wanna keep
E eu quero manter
Please don’t leave
Por favor, não vá embora

 

9 – Fire Away – Lindíssima! Na mesma linha de calmaria e conforto que a voz do Niall traz. Backing vocals harmoniosos que dão uma serenidade fascinante. É uma música grandiosa que utiliza poucos recursos. Demais!

Darling, you don’t have to hold it
Querida, você não precisa segurar
You don’t have to be afraid
Você não precisa estar com medo
You can go ahead and unload it
Você pode ir em frente e descarregá-lo
Cause you know it’ll be okay
Porque você sabe que vai ficar bem
Fire away
Disparar

10 – You and Me – Ótima música para se ouvir a um, a dois, a quantos quiser! Mas confesso à vocês que a imaginei em um bom momento com um boa pessoa…

Mas nada impede de ser ouvida quando se está deitada pensando em tudo e em nada ao mesmo tempo; apenas para relaxar.

Time has never been on our side
O tempo nunca esteve do nosso lado
So won’t you wait for me?
Então, você não vai me esperar?
I lead a selfish life
Levo uma vida egoísta
This is what I need
Porque é disso que eu preciso
What do I have to do
O que eu tenho que fazer
To make you believe
Para fazer você acreditar
That it’s all for you and me?
Que é tudo para você e para mim?

 

11 – On My Own – Preciso dizer que essa era a música que eu sempre esperei ouvir. QUE MÚSICA, AMIGOS! Uma das minhas favoritas! Amo a cadência de músicas que parecem uma marcha, como essa. Não sei se é porque ando numa vibe bem libertadora, mas é uma das que mais amo do álbum todo. Refrão libertador!

Well I’ll drink ‘till it’s empty
Bom, eu irei beber até estar vazio
Stay out ‘till it’s late
Ficar fora até estar tarde
I wake up at midday and marry my bed
Eu acordo ao meio-dia e caso com a minha cama
I kiss all the women
Eu beijo todas as mulheres
Get punched in the head
Levo um empurrão na cabeça
You could offer the world, babe
Você poderia me oferecer o mundo, querida
But I’ll take this instead, yeah
Mas eu vou ficar com isso

 

12 – Mirrors – Acho que essa era uma das músicas mais esperadas pelos fãs para ouvirem na versão estúdio… E não decepcionou! Maravilhosa! Me trouxe um ‘quê’ de Shawn Mendes… E isso não é nada ruim! Também gosto dos detalhes por traz da voz.

I need love, to hold me closer
Eu preciso de amor e me abrace mais
In the night, just enough
À noite, só o suficiente
To feel my body come alive
Para sentir o meu corpo ganhar vida
And the boat’s not breaking, my heart’s not shaking
O barco não está quebrando, meu coração não está tremendo
I need love, need love
Eu preciso de amor, preciso de amor

 

13 – The Tire – Alucinante! MAIS UMA DAS FAVORITAS! Esse refrão é tudo o que eu sempre desejei ouvir em uma música. Eu consigo sentir a maré indo e vindo no andar da música e quanto a onda aumenta no refrão. As combinações dos instrumentos, as vozes, as cordas por trás do piano… Arrepiante! Impossível não querer me mexer e cantar junto com ele. Thank You Niall Horan!

Don’t let the tide come and wash us away
Não deixe a maré vir e nos levar
Don’t let the tide come and take me
Não deixe a maré vir e me levar
Just want a safe place to hide us away
Só quero um lugar seguro para nos esconder
Don’t let the tide come and take me
Não deixe a maré vir e me levar
Don’t let the tide come and wash us away
Não deixe a maré vir e nos levar
Don’t let the tide come and take me
Não deixe a maré vir e me levar
Far from with you where I wanna stay
Longe com você é onde eu quero ficar
So don’t let the tide come and take me
Então não deixe a maré vir e me levar

 

Niall seguiu uma linha Pop, mas buscou influências em outros gêneros. O Pop com pegadas mais forte e o Rock foram deixados de lado. O que mais pesou foram os pequenos detalhes, o que deixou seu trabalho leve e intimista. Na minha opinião é um dos melhores álbuns lançados em anos!
Para quem gosta desse tipo de música (como eu, hahah) vai amar o álbum todo, com certeza!

Está sendo vendido na Saraiva por um ótimo preço!

Espero que tenham gostado!

Bjão!

 

P.S: Assim que encontrar outros áudios com qualidade eu postarei 🙂

Anúncios
Categorias: Música | Tags: , , | Deixe um comentário

FAIXA POR FAIXA: CD de Harry Styles

Hey, pessoas!

Estou escrevendo excepcionalmente hoje porque neste dia, 12 de maio, foi lançado o CD solo de Harry Styles. E não é segredo para ninguém que a pessoa que vos escreve é fã da banda One Direction. Eu fiz um Faixa Por Faixa com a banda aqui e decidi fazer com o álbum de um de seus membros nessa nova fase.
Eu não o ouvi antes de escrever esse post, por isso vocês terão minhas reações inéditas escritas aqui e vou soar o mais sincera possível, ok?

 

Maaas, antes de ir para o CD, gostaria de fazer algumas observações.

 

1- Me surpreendi por Harry não lançar um CD deluxe, como a One Direction é acostumada a fazer. Mas acredito que tenha reunido ali tudo o que achou necessário ter em seu primeiro álbum e sentiu que era o suficiente.

 

2- Fique muito chateada pelos álbuns especiais como o vinil e os books não serem vendidos no Brasil. As fotos que podemos ver do conteúdo deixa, para quem é fã, uma vontade infinita de brigar com quem quer que seja necessário para trazer essas belezas para nossa terrinha. Sei que os produtos são salgados para o nosso bolso, mas só de saber que teríamos aqui nos deixa feliz, não é?!

 

 

3- Harry desde o início disse que não queria rotular nenhuma de suas músicas. Sempre gostou de deixá-las para o livre entendimento. Mas, infelizmente, muitos não compreendem isso e querem “mandar” de alguma maneira no “eu lírico” do compositor. Isso é extremamente chato e desnecessário! Ele não vai ceder a pressão só porque uns afirmam que o álbum é para Louis, Taylor, Kendall, Caroline, Tess, Serafina, ou seja lá quem mais está na vasta lista dos pensamentos dos conspiradores e dizer “Sim, você está certo, essa música é para tal pessoa”. Esqueçam! Porque esse álbum foi feito por Harry e para Harry. Ele não cometeu nenhum crime para ser “obrigado” a confessar algo. É um ótimo músico e está aí para provar o que sabe fazer, não sobre quem ele se relaciona. Ele deixou para que você nomeie para o que ou quem quiser. A decisão é sua, só não faça disso uma verdade absoluta na vida do cantor.

 

Agora, vamos ao que interessa. Vou seguir a tracklist do CD.

 

1- Meet Me in the Hallway

Desde que vi a tracklist esta era uma das músicas que estava curiosa para ouvir exatamente pelo nome. Ela me soou um pouco James Taylor. É bem intimista; diferente do que eu imaginava, mas não distante do eu pensava que Harry gravaria. Os instrumentos foram muito bem detalhados; dá quase para vê-los se você se concentrar. É como se estivessem tocando no chão do quarto. Gostei muito!

 

Just let me know I’ll be at the door, at the door

Hoping you’ll come around

Just let me know I’ll be on the floor, on the floor

Maybe we’ll work it out

Gotta get better, gotta get better

Gotta get better, gotta get better

Gotta get better, gotta get better

And maybe we’ll work it out

Apenas deixe-me saber que eu estarei na porta, na porta

Esperando que você venha por aí

Apenas deixe-me saber que eu estarei no chão, no chão

Talvez nós vamos resolver isso

Eu tenho que melhorar, tenho que melhorar

Eu tenho que melhorar, tenho que melhorar

Eu tenho que melhorar, tenho que melhorar

E talvez nós vamos resolver isso

2- Sign of the Times

Primeiro single de sua carreira solo. Simplesmente encantador e profundo! O que mais me encantou foi o significado da letra, que o próprio Harry disse em uma entrevista se tratar de uma mãe conversando com seu filho recém-nascido antes de morrer. A letra da música é maravilhosa e tocante. Os instrumentais estão fabulosos e Harry mostra ainda mais confiança em se soltar totalmente ao que nasceu para fazer.

 

Just stop your crying

Have the time of your life

Breaking through the atmosphere

Things are pretty good from here

Remember everything will be alright

We can meet again somewhere

Somewhere far away from here

Pare de chorar

Aproveite muito sua vida

Atravessando pela atmosfera

E as coisas estão bem legais daqui

Lembre-se que tudo ficará bem

Podemos nos encontrar de novo em algum lugar

Em algum lugar longe daqui

3- Carolina

Essa música me lembrou estrada, carro e vento no rosto. Não sei se foi essa a intenção, mas é uma boa pedida se ouvir enquanto se dirige. E divergindo do que muitos pensavam, a música não fala sobre alguma garota chamada Carolina, mas sim de uma garota que tem uma família em Carolina. Tem uma pegada antiga muito boa. As influências de Harry tornaram o álbum marcante.

 

She’s got a family in Carolina

So far away, but she says I remind her of home

Feeling, oh, so far from home

She never saw herself as a west coaster

Moved all the way cause her grandma told her

Towns, better swim before you drown

Ela tem uma família em Carolina

Tão longe, mas ela diz que eu a lembro de casa

Sentimento, oh, tão longe de casa

Ela nunca se viu como uma garota da costa oeste

Movendo o caminho porque sua avó disse

Cidades, melhor nadar antes de se afogar

 

4- Two Ghosts

A introdução já me encantou! A letra combinada com os instrumentos e as vozes… Maravilhosa! Soa como se a pessoa estivesse relembrando um passado que a marcou, mas que hoje em dia não se tem mais o mesmo gosto. Que mesmo estando juntos, parecem distantes demais daqueles que já foram um dia, um com o outro. Linda e triste ao mesmo tempo.

 

We’re not who we used to be

We’re not who we used to be

We’re just two ghosts standing in the place of you and me

Trying to remember

How it feels to have a heartbeat

Nós não somos quem costumávamos ser

Nós não somos quem costumávamos ser

Nós somos apenas dois fantasmas em pé no lugar de você e eu

Tentando lembrar

Como é sentir um batimento cardíaco

 

5- Sweet Creature

É aquelas músicas na qual você consegue imaginar como trilha sonora de vários momentos de sua vida. Ela fala sobre o amor em seu todo. Relacione com quem você quiser que faz com que você sinta que está em casa. Pode ser com seu amigo, sua amiga, seus irmãos, seus bichos de estimação… Por que não? Tudo é amor. E se é amor, você está em casa.

 

No, we started

Two hearts in one home

It’s hard when we argue

We’re both stubborn, I know

Não, nós começamos

Dois corações em um lar

É difícil quando discutimos

Nós dois somos teimosos, eu sei

 

6- Only Angel

Já na introdução, pensei: “WOOOW!”. É como se você estivesse em um sonho, ouvindo anjos ao seu redor… Mas é só a introdução da música. Depois disso um rock a la Rolling Stones começa e sua cabeça balança por instinto. É muito, muito boa! E a ousadia de Styles ficou explícita em cada linha, em cada acorde. O que eu entendi dessa música foi “Nem tudo o que parece, é!”. O “O-Oh” me soou como um “Ah, tá? Se iluda que ela é um anjo”. Parece que ela é o inferno, no melhor significado que a palavra pode ter!

 

Told it to her brother and she told it to me

That she’s gonna be angel, just you wait and see

When it turns out she’s a devil in between the sheets

And there’s nothing she can do about it

Disse ao seu irmão e ela disse-me

Que ela vai ser anjo, só você esperar e ver

Quando acontece que ela é um diabo entre os lençóis

E não há nada que ela possa fazer sobre isso

 

7- Kiwi

É uma músicas que me deu um choque e disse: “EITA PREULA!”. É bem rock mesmo. Não me fez lembrar de nada que já tenha ouvido antes e gostei das construções vocais que Harry fez com sua banda. A propósito, a banda está de parabéns por todos os arranjos!
Procurei saber se Kiwi é alguma gíria gringa, mas não encontrei. Pensei que independe do que Harry quis dizer, já está explícito na letra da música que não é da minha conta.
Em contexto geral, essa música me lembra noites de Nova York (apesar de nunca ter isso pra lá) regada a bebida, diversão e muita pegação.

 

Driving me crazy

But I’m into it, but I’m into it

I’m kind of into it

It’s getting crazy

I think I’m losing it, I think I’m losing it

I think she said

I’m having your baby

It’s none of your business

Deixando-me louco

Mas eu estou nisso, mas eu estou nele

Eu sou meio que isso

Está ficando louco

Acho que estou perdendo, acho que estou perdendo

Acho que ela disse

Estou tendo seu bebê

Não é da sua conta

 

8- Ever Since New York

Desde que Harry a mostrou no programa Saturday Night Live eu a ouvia sempre e imaginava como seria em sua versão de estúdio. Amei a versão ao vivo de todo coração… E a versão estúdio não me decepcionou! Apesar da voz de Harry estar mais mansa do que ele canta ao vivo, é a mesma emoção que senti da primeira vez e continua sendo a minha favorita do álbum até agora. É uma música simples, mas que parece uma prece.

 

Tell me something, tell me something

You don’t know nothing, just pretend you do

I need something, so tell me something new

Choose your words ‘cause there’s no antidote

For this curse or what’s in waiting for

Must desert you just before you go

Diga-me uma coisa, me diga uma coisa

Você não sabe nada, apenas finge que sabe

Eu preciso de algo, então me diga algo novo

Escolha bem suas palavras porque não há nenhum antídoto

Para esta maldição ou o que ganhamos esperando

Devo abandonar você antes de ir

 

9- Woman

Essa me soou como se ele fantasiasse ou estivesse mesmo se relacionando com alguma atriz e se sentisse decepcionado por vê-la nos braços de outro em determinadas cenas, tendo que assistir tudo calado e com muito ciúme. É muito boa, mas devo confessar que ri com o efeito que parece um pato grasnando.

 

I’m selfish, I know

I don’t ever want to see you with him

I’m selfish, I know

I told you, but I know you never listen

Eu sou egoísta, eu sei

Eu nunca quero te ver com ele

Eu sou egoísta, eu sei

Eu te disse, mas eu sei que você nunca ouve

 

10- From the Dining Table

É a canção mais simples de todo álbum. A impressão é que Styles estava sozinho, tocando seu violão para ninguém em especial. A letra da música fala sobre a falta que sente de alguém e do quanto espera que ela volte. Algumas coisas ficam subentendidas na letra; vai de sua imaginação perceber.

 

Woke up alone in this hotel room

Played with myself, where were you?

Fell back to sleep, I got drunk by noon

I’ve never felt less cool

Acordei sozinho neste quarto de hotel

Brinquei comigo mesmo, onde você estava?

Voltei a dormir, fiquei bêbado ao meio-dia

Nunca me senti menos descolado

 

Em resumo.

Se você espera encontrar aqui algo que pareça o Pop que a One Direction é acostumada a fazer, sinto muito! Harry misturou o intimismo com o Rock e resultou em músicas encorpadas com alguns refrões repetitivos, mas bem montados e nada enjoativos. O álbum é maduro e mostra realmente o quanto Harry cresceu como homem e como músico. Para quem é fã este álbum é motivo de muito orgulho.

 

O preço está entre R$ 32,00 e R$ 50,00. Você pode encontrá-lo a venda na Saraiva.

 

Espero que tenham gostado.

 

Beijos e até mais!

 

:*

Categorias: Música | Tags: , , , | Deixe um comentário

FAIXA POR FAIXA: Made The In A.M – Novo CD da One Direction

one-direction-album

Heeeeey! Olha quem apareceu depois de mais de 2 anos sem dar as caras! o/

Que saudades daqui! ❤

Voltei com vontade de deixar o RPL ainda mais a minha cara. Por isso decidi ‘reestrear’ falando de uma banda que eu amo muito. Desculpa aí se alguém não gosta, mas como disse um colega meu uma vez “Gosto é igual braço: Cada um tem o seu!” (Não foi beeeem assim que ele falou, mas beleza, kkk).

Sou fã de 1D há uns 2 anos e um pouco mais. E desde suas listras nas camisetas de Up All Night até as camisas estampadas de Made The In A.M. o som dos garotos amadureceu… E como isso foi maravilhoso! Considero esse o álbum mais parecido com os meninos do que os outros. O som de Up All Night, Take Me Home (quase o meu ursinho de dormir *—*) e Midnight Memories são bem mais comerciais, mais vendáveis (Essa palavra existe?!). Four já começou a ter personalidade e ouso dizer que Fireproff foi a que mais mostrou isso.

Made The In A.M. mostra o quanto as influências artísticas dos garotos falaram forte. Isso ficou bem perceptível pra mim.

Mas antes de falar sobre cada faixa do álbum, quero fazer algumas considerações.

1 – Quero mandar um grande e imenso CHUPA para quem dizia que One Direction sem Zayn Malik não existiria.
Pois é, colegue, resistiu e muito bem a saída do garoto normal de 20 e poucos anos que não se encontrou ainda na vida Zayn.

2 – Jon, Dan, Sandy e Josh merecem o Tocantis pela qualidade do instrumental. Estão cada dia melhores e tenho orgulho em dizer que não sou fã de 4 garotos que cantam, mas de toda uma banda na qual há pessoas que estão atrás dos holofotes centrais! Mil vezes parabéns!

3 – As vozes de Niall, Louis, Liam e Harry estão… Como dizer? Altamente vibrantes!

Niall – Canta com muito mais segurança agora. Está ousado, potente, segurando notas e vibrando em cada uma delas. É ótimo ouvi-lo dessa maneira, ainda mais quando se acompanha a banda e se percebe o pé atrás que tinha com sua voz.

Louis – Preciso falar sobre isso. QUE ORGULHO ESTRONDOSO DESSE MENINO! Ele sempre, SEMPRE, teve receio de sua voz, ainda mais com pessoas cretinas, imbecis e sem noção de nada maldosas falavam que sua voz era a pior das 5/4, que ele não tem talento para isso e tantas outras coisas mais que o faziam se esconder dentro de si cada vez mais com relação a isso. Mas, graças aos céus, ele está mostrando a que veio! High Notes muito bem feitas e MELHOR: COM SEGURANÇA! Em todo o CD você percebe o quanto Lou se doou, o quanto se sente confortável em cada nota. Isso me emociona de verdade!

Liam – Desde quando Zayn, pra alguns O cara que levava a 1D nas costas, estava na banda, Payno sempre foi minha voz favorita. Liam dos 5 sempre me pareceu o mais completo. Faz uma voz principal sonhadora e as harmonizações destruidoras. Sou apaixonada pela voz desse homem e cada ano que passa, mais maturidade ela ganha e mais confirma o que sempre pensei: Liam é um dos melhores cantores que já ouvi.

Harry – Devo confessar à vocês que além de Directioner (como dá pra perceber pelas críticas) sou Harry Girl (Sim, eu gosto de sofrer!). Harry tem o rosto de um modelo, roupas de um gay (não se ofendam, por favor!) e coração de menino sonhador. E isso fica totalmente explícito em suas músicas quando canta e quando escreve. Esse adocicado é perceptível e quase palpável. Neste álbum ele parece estar mais à vontade consigo mesmo e suas High Notes estão ótimas! Mas devo dizer que como compositor Harry está se superando a cada música. Realmente é um sonho compôr com uma pessoa de alma tão doce.

Agora vamos à faixa por faixa. 😉

1) Hey Angel – O começo já foi lacrante! As batidas iniciais me lembraram Bitter Sweet Symphony do The Verve… Fiquei estática na mesma hora! Souberam explorar o melhor de suas influências. Amei como se comportaram aos 2:35 de música.

“Sim, eu vejo você no bar, na beira da minha cama
No banco de trás do meu carro, na parte de trás da minha cabeça
Eu fico vivo quando ouço sua voz
É um som bonito, é um belo ruído”

Parece um micro-rapzinho e ficou maravilhoso! Totalmente magnífico e sem palavras. Totalmente diferente e inusitada essa música quando falamos de One Direction. Isso mostra o amadurecimento musical deles. Não estamos mais falando dos garotos descobertos por Simon e cia., mas sim de 4 músicos! Agora entendo perfeitamente porque Harry gosta tanto de twittar sobre ela!

 

2) Drag Me Down – Quando DMD foi lançada, fiquei babando no baixo! Sério, me achem louca, mas esse baixo está maravilhoso! E o refrão?! UOOOOOOOOOLLLL! Esse instrumental está arrasador! E quero abrir um MAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIISSSSSSSSSSSSS POR FAVOOOOOR para o Niall nessa música! Eu simplesmente amo as partes dele!

“Toda minha vida você esteve ao meu lado quando ninguém esteve me apoiando
Todas essas luzes não podem me cegar
Com seu amor, ninguém pode me derrubar”

Quero e necessito falar das High Notes do Harry! Fiquei AI MEU GODINHOOOOO! QUE ORGULHO! e sorrindo como uma idiota. E quero e necessito mandar mais um CHUPA MUNDO para aqueles que falavam que só Zayn sabia fazer notas altas. Para a felicidade das verdadeiras Directioners e admiradores da banda, vocês pessimistas nunca tomaram tanto no toba quanto com esse CD!

Eles nos deram a introdução do que seria Made In The A.M. Mas nunca estivemos tão despreparados para o que viria. DMD não foi nem a princípio o lacre que esse CD prometia!

3) Perfect – Essa foi uma música em que eu demorei mais para senti-la realmente. A ouvia e só conseguia me lembrar de Style da Taylor (Que coisa, não?!). Lembro que as Bests estavam comentando em nossa DM no tt e eu ficava “Gente, tô me sentindo mal por não estar sentindo nada com essa música”. Mas quando a ouvi com atenção, tomei o maior soco na cara! Já sou apaixonada pela voz do Liam, mas quando parei para analisar a música, queria voltar no solo dele ever, ever, ever!

“Quando eu te vi pela primeira vez
Do outro lado da sala
Eu podia dizer que você estava curiosa, oh, yeah
Garota, eu espero que tenha certeza
Do que está procurando
Porque eu não sou bom em fazer promessas”

Liam acabou comigo nessa música, de verdade!

E essa afirmação de “Sou perfeito pra ser seu por um momento”… Garotos ganhariam mais garotas nas baladas cantando essa música em seus ouvidos do que cantando certos Funks e Arrochas da vida!

 

4) Infinity – Ou INFINIRÊ para os íntimos, né Paam?! ❤

O começo dela me lembra conto infantil, não sei porquê. E quando Niall começa a cantar com aquela voz mansa e me dá ainda mais a impressão de que estou dentro do livro O Pequeno Príncipe. Quando ela começa a tocar me teletransporto para um campo a luz da Lua e das estrelas com algumas chuvas delas no céu e, claro, com alguém pra dividir a vista comigo. Não necessariamente feliz, mas também não triste, apenas lá para tentar encontrar algo que está perdido.

“Quantas noites precisam para contar as estrelas?
Esse é tempo que levaria para concertar meu coração
Oh, amor, eu estava lá para você
Tudo o que eu queria era a verdade, yeah, yeah
Quantas noites você desejou que alguém ficasse?
Deitado, acordado, esperando que eles estivessem bem
Eu nunca contei todas as minhas noites
Se eu tentasse, sei que pareceria uma eternidade”

Estou profunda, né?! Pois é, essas músicas fazem isso comigo.

 

5) End Of The Day – Também conhecida como a música que o fandom fez “AHM???” quando ouviu. Eu achei demais essa troca de ritmo no meio da música. Me lembrou um pouco de Parachute da Cheryl Cole no começo. O meio ficou parecendo uma brincadeira de criança.

“Tudo o que sei no fim do dia é que você quer que você quer e você diz o que você diz
E você vai seguir seu coração mesmo quando ele for quebrar, Às vezes
Tudo o que sei no final do dia é amar quem você ama
Não há nenhuma outra maneira
Se há algo que eu aprendi a partir de um milhão de erros
Você é a única que eu quero no final do dia”

E a High Note do Louis? O que dizer? ‘Tá devendo alguma coisa para alguém? Não, né?! Ok!

 

6) If I Could Fly – Acho que só o piano já dava o todo da música. Mas, se tratando de quem a compôs, isso seria pouco, muito pouco. Harry parece a ter escrito com desejo de que isso um dia aconteça com ele. É a pessoa mais pura que já ‘conheci’ no meio artístico. E essa parte mostra um pouco disso.

“Eu posso sentir seu coração dentro do meu, eu sinto isso, eu sinto isso
Eu vou sair da minha mente, eu sinto isso, eu sinto isso
Saiba que eu estou apenas perdendo tempo, E eu
Espero que você não fuja de mim

Somente para seus olhos, eu vou mostrar meu coração
Para quando você estiver sozinha e esquecer quem você é
Eu estou sem metade de mim quando nós estamos separados
Agora você me conhece, apenas para os seus olhos”

Se você ainda tem coragem de dizer que ele merece ganhar sempre como Vilão do Ano, que é insensível, monstro e outras coisas mais, definitivamente não estamos falando do mesmo Harry Styles.

As vozes estão divinas, a harmonização é palpável, principalmente em modo tão puro. Quero dar destaque a segurança do Louis nessa música! Orgulho! E se Liam Payne chorou ao ouvi-la e gravá-la, por quê não posso chorar ao resenhá-la?! Direitos iguais!

 

7) Long Way Dow – Mais uma vez a banda mostra que o instrumental está impecável!

A música em si é bem melancólica e fala mais uma vez de perdas e distanciamento. Mas apesar da letra triste, dá pra se perceber o quanto evoluíram como compositores. Estão mais certos do que se encaixa no que querem, não sei se deu pra entender o que eu disse.

“Caminhando, sem voltar atrás agora
É tarde demais para voltar
Eu tento te perdoar
Mas eu luto porque eu não sei como
Nós construímos algo tão alto e agora eu estou caindo
É uma longa descida daqui”

Ficou rica em todos os sentidos. Mas, até agora, é a música que acho que vou ouvir de vez em quando.

 

8) Never Enough – Já comecei com um “EITA!” kkkkkkkkkk. Fugiu de tudo o que eu imaginava ouvir em uma álbum deles. Mas ficou fabulosa! Niall e Liam, novos rappers?! Agora, imagine Louis a passos lentos em sua direção cantando…

“Seus lábios são tão bons que eu esqueci meu nome
Eu juro que eu poderia te dar tudo”

Imaginou? Eu também, e não tô bem com isso! Mas logo lembro dos gritinhos, imagino Harry fazendo e começo a rir sozinha! kkkkkkkkk

Definitivamente a melhor surpresa do álbum! ❤

9) Olivia – Esse começo deles conversando achei demais! Ficou parecendo que estavam no estúdio e enquanto um gravava, os outros riam e faziam graça. Me lembrou muito mesmo Beatles, A Fantástica Fábrica de Chocolates e filmes antigos da Disney quando os personagens saem saltitando por aí. Observação: Sempre tenho impressão que Liam fala “Cozinha” e isso me dá vontade de rir.

E a pergunta que não cala é : QUEM É OLIVIA?

Eu vivo por você, eu espero por você, Olivia

Eu tenho idolatrado a luz em seus olhos, Olivia

Eu vivo por você, eu espero por você, Olivia

Não me deixe ir

Quem não quer ser essa garota? Mas, sinto informar que (ACHO QUE) essa Olivia é a gata da Gemma, irmã do Harry. Gata sortuda! 😛

Brincadeiras á parte, essa garota é aquela que eles esperam encontrar algum dia. Pelo menos eu acredito nisso.

10) What a Feeling – Quando vi o nome me lembrei daquela música de 1900 e guaraná com rolha que a gente ama (Se você não ama, desculpe generalizar!). E ela tem todo um toque de anos 70 e eu amo isso. Imaginei um monte de globos no teto, refletores coloridos e roupas típicas da época. Os garotos espionando a garota dançar na pista, se imaginando com ela e a sensação que isso traria para si.

“Qual a sensação de estar bem aqui ao seu lado agora
Segurando você em meus braços
Quando o ar correu para fora, nós dois começamos a correr loucamente
O céu caiu
Mas você tem estrelas, elas estão em seus olhos
E eu tenho algo que falta esta noite
Qual a sensação de ser um rei ao lado de você, de alguma forma
Eu gostaria de poder estar lá agora”

Se a sensação é essa, imagine se eles tomam coragem e vão até ela?! Com certeza o real seria muito mais interessante, se é que me entendem! kkkkk! (Pensamento obscuros agora!).

 

11) Love You Goodbye – Essa música é de cortar o coração =’S. Quantos de nós já tivemos essa sensação de querer uma despedida depois do término de um relacionamento. Muitas vezes pensando que isso não deveria ser o mais certo, mas é gritante a vontade de ter uma última vez, um último beijo, um último olhar para, quem sabe, seguir em frente (talvez) um pouco mais confortado. Louis soube descrever toda essa vontade perfeitamente nessa música.

“Eu sei que você está dizendo que não quer me machucar

E talvez você devesse mostrar um pouco de misericórdia

O jeito que você me olha diz que você não veio se desculpar”

E sim, eu me lembrei da Eleanor do começo ao fim dessa música, princialmente no solo e na Hight Note do Louis. Se você não shippava Elounor ou se você nem mesmo sabe o que é, não há problemas. Apenas ouça e, principalmente, sinta essa música. Ela me lembrou um pouco One Republic no começo, mas tem a sua cara, seu jeito.

 

12) I Want To Write You a Song – Essa é a música mais “OUMMMMMMM =3” do CD. É toda com violão e contra-baixo ou violino (não consegui distinguir). E o que eu achei mais legal em tudo foi que você consegue ouvir o barulho do lápis deslizando nas folhas enquanto a música rola. É como se tudo fosse surgindo simplesmente pelo fato de ser verdadeiro o sentimento e por querer que a outra pessoa entenda o quanto é amada e nunca esquecida. A contagem de tempo é bem perceptível, mas nada forte. Tudo bem tranquilo. Estou encantada com ela!

“Eu quero escrever uma música para você

Uma que faça você se lembrar de mim

Então, toda vez que eu estiver fora

Você poderá escutar minha voz e cantar junto

Eu quero escrever uma música para você”

Ela é quase como uma canção de ninar para os corações apaixonados. Singela, verdadeira e maravilhosamente simples.

 

13) History – Definitivamente, é minha favorita! *—* Mas, como disse às Bests, sempre tem um deluxe que vira minha paixão, então, aguarde.

Amei esta por vários motivos. Amo músicas com cadências intimistas e esta tem muito isso. Ela te faz lembrar de coisas que já aconteceram com amigos e amores e ao mesmo tempo te faz sonhar com o que gostaria de viver com eles. É feita para cantar em rodinhas com fogueira ou sem, ou mesmo para dançar com o boy/girl no silêncio de vocês dois (Nossaaaa! Tô inspirada hoje! kkk). E o que mais gostei é que você consegue ver a história dos meninos nela.

Carros caros, quartos de hotel, novas tatuagens e aviões particulares

Mas não precisamos de nada

Porque a verdade é óbvia

Sem você aqui, é como se fosse uma farsa

Este não é o fim

Este não é o fim

Podemos conseguir, você sabe”

Muitos estão achando que esse é último CD da banda por causa da pausa, que parece ser de 2 anos. Mas em cada música eles só afirmam que este não é o fim. Pelo contrário, pode ser o começo de algo muito melhor!

14) Temporary Fix – Niall foi bem saidinho ao compôr essa música. Mostrou toda sua ousadia, não só na letra, mas também em todo contexto, com a ajuda dos meninos, claro. Mas isso em nada desmerece a potência desse irlandês e o quanto ele cresceu como homem e músico. É realmente bom ver como ele evolui a cada álbum.

Tudo o que você precisa saber é que

Você pode me ligar

Quando estiver sozinha

Quando você não conseguir dormir

Eu serei temporariamente seu

Você pode me ligar

Mesmo se for somente por hoje á noite

Você pode me ligar

Quando você sentir que

Está tendo um bom momento

Eu serei temporariamente seu

Eu sou sempre o que você gosta

Me deixe ser sua boa noite”

E a voz do Harry ficou um tanto diferente nessa música, isso foi bem legal. Também foi uma feliz surpresa no álbum pra mim.

E é só me passar os números do telefone que eu deixo vocês serem minha “BOA NOITE”, meninos! 😉

 

15) Walking In The Wind (Deluxe) – É uma música para olhar o céu e procurar nuvens com desenhos, tentando achar um sentido pra tudo, tanto para as nuvens e seus desenhos quanto para as dúvidas que temos em relação a nossa vida. Tem uma cadência deliciosa (Pra quem não sabe, cadência significa regularidade de sons e movimentos. Aqui também é cultura! =P). Lembra também passeios no meio do verde, andando à cavalo sentindo o vento batendo no rosto. Acho que o refrão dela diz muito disso.

“Você vai me encontrar
E você vai me encontrar
Em lugares que nunca estive
Por razões que não compreendemos
Andar no vento
Andar no vento”

Vozes mansas em princípio e um refrão forte. Típica música que dá vontade de saltitar.

 

16) Wolves (Deluxe) – Como eu disse, sempre tem um deluxe que vira minha paixão e Wolves é minha bola da vez.

Esse começo da música, gente! Alucinei! Essas harmonizações. Liam com sua perfeição na voz que me deixa sem ar, nossa! Louis demonstra na voz o quanto ama esse álbum. Niall bem mais seguro e Harry… Suspiros, mais suspiros e um botão de replay resistente, por favor! Ela me lembra Beatles com um toque de Tears For Fears mais a cara da 1D. GENTE, EU PIRO COM ESSA MÚSICAAAA! =’SSSSS Disparado a minha fav! Olhem esse refrão!

“No meio da noite, quando os lobos saem
Eles vão direto para o coração
Como uma bala no escuro
Um por um, eu os levo para baixo
Podemos correr e se esconder, não sem uma luta
Eu os ouço chamando por você, Eu os ouço chamando por você
No meio da noite, quando os lobos saem
Eles vão direto para o coração, Eles vêm direto no seu coração
Eu os ouço chamando por você
Eu os ouço chamando por você”

A batida, os tempos fortes, as guitarras, as palmas por trás, tudo, TUDO MESMO me encantou!

Dá pra perceber por esses surtos que estou apaixonada por essa música, né? Ai gente, desculpe, mas meu lado tiete tá gritando aqui! kkk.

 

17) A.M. (Deluxe) – Eu imaginei que A.M. seria um batidão e, mais uma vez nesse álbum, 1D me dá um soco no meio da cara. Cada vez que eles se mostram mais intimistas, mais e mais eu gosto deles.

Esses violões imperando me deixam derretida (e não tem nada a ver com o calor que está aqui onde moro, gente!).

“Sinto como se isso pudesse ser para sempre agora

Não quero dormir porque estamos sonhando em voz alta

Tentando nos comportar, mas você sabe

Que nunca aprendemos como”

A música toda é ótima e faz muitas graças de pequenas coisas que significam muito dentro de um relacionamento.

Amando cada descoberta desses 4 garotos que estão se descobrindo a cada música escrita.

 

18) Home (Extra) – Essa música já mostrava que muita coisa havia mudado. Que eles não cantariam mais tanto aquele Pop Chiclete que estávamos acostumados. Mas como ficou de fora do álbum, muitos nem acreditaram que MITAM seria como é.

“E tudo bem

Chamar alguém para abraçar essa noite

Quando você estiver perdida, você vai achar um caminho

Vou ser sua luz

Você nunca vai sentir que está sozinha

Vou fazer você se sentir em casa”

 

Sei que esse CD pode ser uma decepção pra quem esperava Pop Chiclete como aconteceu em alguns CDs atrás. Mas o que se deve ter em mente é que os garotos não tem mais 16/18 anos. Eles, mesmo que esqueçamos, já são homens e, principalmente, são músicos. Realmente músicos, agora. Cinco anos é uma bagagem grande. Não estou criticando as músicas antigas porque as amo. Mas esse novo CD mostrou que não são só homens bonitos, e sim músicos de verdade com uma essência fantástica e sensibilidade aguçada. Sem dúvidas, como já disse, esse é o CD com mais a cara da banda!

Espero que tenham gostado de ouvir faixa por faixa comigo! Bjs, meus astronautas! ❤

 

Frase do Dia: “No meio da noite, quando os lobos saem/ Eles vão direto para o seu coração” (Wolves – One Direction)

Categorias: Música | Tags: , , , , | 3 Comentários

Anitta… a mais novinha do Funk

anitta

Olá!! 🙂

Domingo passado eu estava assistindo Tv, quando ouvi o Zeca Camargo (se não me engano) falar sobre uma moça chamada Anitta.

O que ela canta? Bom, dizem que é Funk. Mas, é difícil entrar na minha cabeça que o que ela canta é Funk mesmo.

Os arranjos são diferentes… e outras cozitas que me fazem pensar se é mesmo.

Sinceramente, eu classifico como um Pop com batidas.

Os passos, pelo menos o que eu vi no clip “Show das Poderosas”, me lembram J.Lo.

Da batida da música eu gostei muito. Bem arranjada, efeitos muito legais.

anitta cantandoDa voz?

Deixando claro que essa é MINHA OPINIÃO, ok?

Ela canta bem, é afinada, mas não sinto melodia na voz dela.

Cada um tem o seu gosto e estilo.

Não é obrigado a gostar, mas respeitar é o senso pra quem é educado.

Espero que ela encontre seu espaço no mundo musical.

 

FRASE DO DIA: “Música é como o ser humano: cada uma te toca de alguma maneira em qualquer circunstância da vida.”  Recado pra Lua

 

 

Categorias: Música | Tags: , | Deixe um comentário

As Boys Bands estão de volta!

one direction

Pessoas lindras! Eu sempre venho aqui e conto um pouco sobre o universo que passa dentro da minha massa cinzenta, que chamo carinhosamente de Lua.

E é uma luona, diga-se de passagem! Mas, enfim, não vem ao caso isso! rss.

Hoje vendo notícias sobre One Direction, The Wanted, entre outras, me lembrei das boys band que ouvia há um tempo atrás. Quer dizer, eu ainda ouço, mas não com tanta frequência como antes. Acho que é fase, sei lá.

Mas, tem dias que a saudade bate forte e a gente precisa ouvir um pouquinho.

Entre as boys bands que ouvia/ouço estão:

hanson* Hanson – Ahhhhh como explicar os Hanson? Me inspirou demais! Já gostava da ideia, mas quis aprender a tocar teclado ainda mais por causa do Taylor.

Música que mais gosto: Weird.

 

* Bee Gees – Tá certo, vocês vão achar eles coroões pra chamar de Boys. Mas, ouça as músicas que você vai se esquecer de idade. Vocal e arranjos perfeito!bee gees

Música que mais gosto: Alone.

 

jackson-5-gif* Jackson 5 – Quem não se recorda? Michael Jackson deu seu primeiro salto para a fama aí. Tinha um gingado que (acredito eu) inspirou as outras boys bands a fazerem os tão copiados passinhos.

Música que mais gosto: ABC.

 

* Backstreet Boys – Confesso: fui uma fã alucinada. de comprar revistas e chorar quando os via na TV. Ah, dá um desconto! Eu tinha uns 12 anos! Ainda gosto muito deles e tenho minhas pastas guardadas, mas sou moderada.bsb

Música que mais gosto: As Long As You Love Me.

 

* ‘N Sync – Também era um vício! Ficava na frente da TV vendo os programas de clips pra gravar em fita VHS, tirar os passos e dançar com as amigas depois hahahah. Saudades disso! Mas essa era a boy band mais difícil de pegar os passinhos, dançavam muito.nsync

Música que mais gosto: I want you back.

 

Há outras boys bands que curto demais.

Se você se interessou e quer saber de nomes de mais algumas, veja este vídeo:

FRASE DO DIA: “Let’s get on with the show! (Let’s get started!)” Backstreet Boy – Everyone

Categorias: Música | Tags: , , | Deixe um comentário

50 anos de Beatles

Bodas de ouro para os mais amados de Liverpool.

Mas, só de Liverpool, Lua? Nããããããão, amados no mundo!

Exatamente em 1963 os Beatles gravavam seu primeiro álbum de estúdio “Please, Please me” e depois desse explodiram no mundo da música.

Dizem alguns que até mesmo Elvis deu um tempo em sua carreira para planejar como se equiparar aos garotos de Liverpool.

Pois é, o Rei do Rock se sentiu ameaçado. E também, não é por menos né, gente.

Não estou dizendo que Beatles é melhor que Elvis Presley, não mesmo. Curto muito os 2 desde criança e acho muito difícil dizer quem é o melhor.

Estre as músicas que mais gosto do Beatles está Help!

Mew, acho demais esse baixo! Considero uma das melhores músicas deles.

Deixo o vídeo para vocês curtirem tanto quanto eu! Bjus.

FRASE DO DIA: “É mais fácil criticar outra pessoa do que se enxergar”. The Beatles

Categorias: Música | Tags: , | Deixe um comentário

Chorão: Poeta do asfalto!

Chocada…

Acho que não tem palavra melhor para descrever o que estou sentido agora.

Acordei e achei que veria o jornal matinal falando sobre a morte do Hugo Ditador Aspirante a Fidel Castro Chavez e me deparo com a notícia da morte do Chorão.

Apesar de ficar tão pasma com a notícia, por dentro me senti assim:

triste

Se eu disser: “Nossa eu era fã do cara! Fui eu muitos shows, tenho os Cds, Dvds, e sabe-lá-o-quês da banda…” desculpe, vou estar mentindo escancaradamente.

Mas acompanhei Charlie Brown desde quando o Serginho Groisman apresentava o Programa Livre no SBT, lá em mil novecentos e guaraná com rolha! Se disser que nunca tive a oportunidade de ir em um show dele também estarei mentido, porque tive sim e não fui porque sabia exatamente em que solo pisaria e o que iria ver se tivesse ido. Disse a quem me convidou como seria o show mesmo sem nunca ter visto um e depois ela me disse que foi como contei a ela.

Mas sempre gostei das músicas e principalmente da essência das letras do Charlie Brown Jr. Realmente o Chorão era um Poeta do Asfalto com palanque de rodinhas.

O que mais me surpreendeu foi o link que uma amiga me enviou hoje da música Meu Novo Mundo :

“Como se o silêncio dissesse tudo
O sentimento bom que me leva pro teu mundo
A vontade de te ver já é maior que tudo
Não existe distâncias no meu novo mundo”

Sinistro né?

Bom espero que ele encontre paz e luz. E que ilumine lá de cima mais poetas de asfalto com uma visão de composição parecida com a dele; porque igual, me desculpem astronautas: será impossível!

FRASE DO DIA: “Vamos viver e cantar, não importa qual seja o dia…” Céu Azul – Charlie Brown Jr

Categorias: Música | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Sertanejo romântico

jorgeemateus

Hoje o sertanejo virou febre. Isso que não muito tempo atrás era sinônimo de breguice ao extremo! (na convicção de alguns, claro.)

Apesar que consideram assim: “Não, eu escuto só Sertanejo Universitário. Isso é atual. Aquele sertanejos antigos eu não gosto.”

Se você pensa dessa forma, I’m sorry, mas hoje em dia há muuuuuuuuuitas regravações daquele “Sertanejinhos” que você não gosta, bem!

Se bem que meu pai diz que considerar esse sertanejo de hoje como o de antigamente é uma ofensa lastimável!

E convenhamos, umas regravações não são tão agradáveis!

Mas, as letras compensam.

Eu amo “Minha estrela perdida” do João Paulo e Daniel. Tá certo, é uma letra fossante, mas é linda demais!

“Mente que eu finjo que acredito no seu coração,
conta uma mentira pra minha paixão,
diz que ainda sou o que você mais quis.
Mente que eu sou um sonho lindo que você sonhou
que a vida inteira você me esperou
basta o seu sorriso pra me ver feliz”

Há muitas outras letras românticas de músicas sertanejas que eu gosto:

* Duas Metades – Jorge e Mateus (nunca enjoo de ouvir!!)

* Seu melhor presente – Zezé Di Camargo e Luciano

* Faz de Conta – Gian e Giovani

* Talismã – Leandro e Leonardo

Nossa, fui lá no fundo do baú, né? Mas, falou em músicas românticas lembro muito dessas…

Mas, tem umas novas muito boas!

Vou atualizar mais as minhas fontes, prometo! 🙂

FRASE DO DIA: “Você não é exatamente o que eu imaginei… é mais do que sonhei!” Victor e Leo – Beijo de Luz

Categorias: Música | Tags: , | Deixe um comentário

Pagode melhores músicas

O pagode, como tantos outros gêneros musicais, sempre está em ordem de batalha: ou se gosta ou se abomina. Não sei vocês, mas eu gosto. Gosto muito.

É um tanto difícil listar as melhores músicas de pagode do momento porque é muito variável. Querendo ou não elas acabam tendo prazo de validade no quesito “momento”.

No momento (novembro de 2012) as mais pedidas, pelo que ouço nas rádios, são:

* Ainda Bem – Thiaguinho;

* Sou o cara pra você – Thiaguinho;

* Vai e chora – Sorriso Maroto;

* Linguagem dos olhos – Péricles;

* Lancinho – Turma do Pagode;

* Não tem hora nem hora nem lugar – Exataltasamba (Não tá tocando? Ah, dá um desconto! Eu amo essa música! rs).

exalta

Pode ser que daqui há algumas semanas não estejam mais sendo tão tocadas como agora, mas para algumas pessoas elas ainda serão guardadas como a música do “seu momento”.

Mas se você quer saber quais são as mais ouvidas no momento veja este link –> Top 10 pagodes mais tocados atualmentePelo que entendi eles atualizam por mês! 🙂

FRASE DO DIA: “Volta então pra mim, sei os seus defeitos. Quero mesmo assim, pra mim tá perfeito…” Sou o cara pra você – Thiaguinho

Categorias: Música | Tags: , | Deixe um comentário

Raul Seixas – Metamorfose Ambulante

“Veja
Não diga que a canção está perdida
Tenha fé em Deus, tenha fé na vida
Tente outra vez”

Tente outra vez – Raul Seixas

Seria muito dizer que ele foi um visionário? É assim que eu o vejo. Pra quem nasceu em 1945 e escreveu coisas que ele escrevia, a meu ver ele via além do que era o Rock naquele momento no país. Fora que suis canções não caem no esquecimento. Sabe por quê?

Não, não é porque a sua mãe ainda cantarola as músicas dele quando lava a louça e arruma casa e nem porque seu pai ainda tem os vinis dele e vira e mexe gosta de fazer um “Vale a Pena Ouvir de Novo” na sua casa. Mas sim, porque muitas delas são atuais. Quem lê a biografia de Raul Seixas fica impressionado com o seu lado visionário ao compor.

Uma pena Raulzito ter se entregado a bebida e as drogas, morrendo aos 44 anos.

Uma das músicas dele que mais gosto é “O Carimbador Maluco”. Tá, é infantil, mas eu gosto mesmo assim. E acredito que quem gosta de Raul curte essa música:

Apesar de que, se você prestar bem atenção, a letra fala sobre a censura no regime militar! 😉

FRASE DO DIA: “O sonho do careta é a realidade do maluco.” Raul Seixas

Categorias: Música | Tags: , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Clube do E-book

Obrigado pela Preferência. Nada de conversinhas ou besteiras, somente e-books.

Ler ebooks

A leitura em ecrã

Cadernos de Dança

Estudos e dicas sobre dança do ventre

Blog Mulherão

O manual de sobrevivência para mulheres acima do peso

Pigmento F

Beleza, Moda, Decor e muito mais!

Garota Blue Jeans

Beleza & Cia

Sapatilha de cristal

O mundo feminino em um clique.

Dave's blog

unique content from around the web

Vidicula

Coletânea das maiores bobagens da internet

Não se Atreva

Não se Atreva. Blog criado em 2011 com intuito de bater um papo com o leitor sobre diversos assuntos, tais como moda, beleza, viagem e lifestyle.

Palavras de Marceli

Palavras de Marceli

Favoritos

Os sites e links mais legais da web.

Blog do Paulinho

- Jornalismo com Credibilidade -

Céu de Jornal

Publicar um texto é um jeito educado de dizer "me empresta seu peito porque a dor não tá cabendo só no meu''.

AllucinaçãO

allucinacao@WordPress.com

The BR Espectador

O Espectador Brasileiro.